Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1173
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_2008_FlaviaSaltiniLeite.pdf675,39 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estimativa do volume de madeira a partir do diâmetro da cepa em uma área explorada de floresta amazônica de terra firme
Outros títulos: Estimation of the wood volume from the diameter of trunk leftover in an exploited area in the amazon forest of "terra firme"
Autor(es): Leite, Flávia Saltini
Orientador(es): Rezende, Alba Valéria
Assunto: Desmatamento - Amazônia
Florestas - conservação
Madeiras - exploração
Manejo florestal
Data de publicação: 29-Fev-2008
Referência: LEITE, Flávia Saltini. Estimativa do volume de madeira a partir do dâmetro da cepa em uma área explorada de floresta amazônica de terra firme. 2008. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: Este estudo foi realizado em uma área de floresta tropical de terra firme, no município de Breu Branco, PA, com o objetivo de estimar o volume de árvores considerando apenas o diâmetro da cepa (toco), buscando atender às necessidades de técnicos de fiscalização, que precisam estimar com precisão o volume de árvores em áreas que foram desmatadas ilegalmente ou que apresentam suspeitas de irregularidade no corte, mesmo com plano de manejo, e cujo único testemunho do desmatamento ou da irregularidade, são as cepas das árvores exploradas. A área de estudo pertence a empresa IBL (Izabel Madeiras do Brasil Ltda) que teve o seu plano de manejo vistoriado e autorizado pelo IBAMA. Para este estudo foi realizada a cubagem rigorosa de 113 árvores com DAP 51 cm, pertencentes a diferentes espécies. A escolha das espécies e das árvores a serem cubadas foi feita em função do que estava estabelecido no plano de manejo da empresa. As árvores foram cubadas utilizando o método de Hohenadl, considerando a divisão do tronco comercial em 10 seções de comprimentos iguais. A fórmula de Smalian foi utilizada no cálculo do volume de cada seção da tora. Várias equações de volume foram ajustadas para estimar o volume comercial das árvores em função da variável diâmetro da cepa. Equações de volume em função do DAP e do DAP e altura também foram ajustadas para efeito de comparação. Devido à presença de árvores com sapopema cujas cepas não cilíndricas apresentam formas bastante irregulares, foram testadas metodologias para estimar o diâmetro da cepa (d0) que, geralmente é medido a 30 cm acima da interferência da sapopema. Os resultados mostraram que d0 apresenta boa relação com o volume comercial de árvores em floresta de terra firme, e pode ser utilizado no ajuste de modelos matemáticos visando estimar o volume comercial de árvores. Não foi observada diferença significativa entre os valores reais de volume comercial de árvores e os volumes estimados, gerados a partir de uma equação linear ajustada em função de d0, demonstrando que é possível obter com precisão, informações de volume a partir do diâmetro da cepa. A precisão de equações volumétricas geradas a partir de d0 se compara a precisão de equações volumétricas geradas somente em função do DAP, considerando um nível de significância de 5% pelo teste t. Os resultados mostram também que é possível estimar d0 de árvores com sapopema cujas cepas não cilíndricas apresentam formas bastante irregulares, a partir de medições do diâmetro médio da cepa, ou ao nível do solo ( cs D ) ou na altura de corte da cepa ( cc D ). A razão entre d0 e cs D ou entre d0 e cc D , pode ser utilizada para obter fatores médios de estimação de d0. Estimativas de d0 foram precisas (5%) quando obtidas a partir de um fator de estimação médio para a população amostrada, gerado a partir de cs D ou então quando obtidas a partir de equações matemáticas que estimam o fator de estimação em função de cs D e cc D . Desta forma, ao se utilizar uma equação de volume em função de d0 para estimar o volume de uma árvore com cepa não cilíndrica e com forma irregular, e não se conhecendo d0, é possível obter d0, conhecendo o fator de estimação da árvore (equação) ou utilizando um fator de estimação médio para a área estudada, que seja obtido a partir de cs D . Os resultados deste estudo permitem concluir, portanto, que é possível estimar o volume de árvores em áreas de floresta de terra firme que foram desmatadas ilegalmente e que não existe informações sobre o volume de madeira colhido, medindo-se apenas o diâmetro das cepas que ficaram na área após a exploração. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research was carried within an area of tropical forest of “terra-firme”, in Breu Branco, Pará, in order to estimate the volume of trees, considering only the diameter of the trunks leftovers, which is necessary for the overseers to precisely estimate the volume of trees that were either illegally took away or were inappropriately cut off, even if respected the forest management plan. The area belongs to the company IBL (Izabel Madeiras do Brasil Ltda), which forest management plan was inspected and authorized by IBAMA. A total of 113 trees with DBH 51 cm, of different species and diameter classes were selected to determine the real cubic volume of commercial trunk. The selection of the species and trees was done according to the company’s forest management plan set. The trees were cubed by the method of Hohenadl considering the division of the commercial trunk in ten sections of equals lengths and the volume of each section of the trunk was determined by the Smalian formula. Equations were adjusted to estimate the commercial volume of the trees in function of trunks leftovers (d0). Equations of commercial volume in function of DBH and DBH and height were adjusted too, to comparisons. Due to the presence of trees with irregular shape and noncylindrical trunks leftovers by the buttresses, different methodologies were tested to estimate the trunks leftovers diameter (d0), which is often measured 30 cm above the meeting with the buttresses. The results showed that d0 has a high correlation with the commercial volume of trees within an area of forest of “terra firme” and it can be used in the adjustment of mathematical models in order to estimate the commercial volume of trees. No significant difference between the real and the estimated volume of trees – generated through an adjusted linear equation in function of d0 was found. Therefore it is possible to precisely obtain the volume of trees from their d0. The precision of volume equations generated from the d0 compares to those generated from the DBH, within a significance level of 5% by the t test. The results also showed that it is possible to estimate d0 of non-cylindrical trunks by measuring the diameter either on the soil level ( cs D ) or on the cut level ( cc D ). Factors of estimation of d0 obtained by the ratio between either d0 and cs D or by the ratio between d0 and cc D , can be used to estimate d0. The estimations of d0 were precise (5%) when obtained either from an average estimation factor, generated from cs D , for the sampled population or from mathematical equations that estimates the estimation factor as a function of cs D and cc D . Therefore, whenever one uses a volume equation as a function of an unknown d0 to estimate the volume of a tree with a non-cylindrical trunk and an irregular shape, it is possible to obtain d0 either by the estimation factor of the tree (equation) or the average estimation factor of the area of the study, obtained from cs D . Hence, the results leads to conclude that it is possible to estimate the volume of trees within an illegally deforested area of land, where there is no data about the harvested volume of wood, by measuring the diameter of the trunk leftovers remained after the exploitation.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2008.
Aparece nas coleções:EFL - Mestrado em Ciências Florestais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.