Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11649
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EntaoMinhaFilha.pdf58,63 kBAdobe PDFView/Open
Title: Então, minha filha, vamos se afomentar? : puxação, parteiras e reprodução em Melgaço, Pará
Other Titles: Come on my child, let’s have some massage? : “puxação”, midwives and reproduction in Melgaço, Pará
Authors: Fleischer, Soraya Resende
Assunto:: Parto (Obstetrícia)
Parteiras
Parto em casa - Pará
Issue Date: 2008
Publisher: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Citation: FLEISCHER, Soraya Resende. Então, minha filha, vamos se afomentar?: puxação, parteiras e reprodução em Melgaço, Pará. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.13, n.3, maio/jun. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v13n3/11.pdf>. Acesso em: 21 nov. 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232008000300011.
Abstract: Neste artigo, são apresentados dados etnográficos, coletados entre 2004 e 2005, relativos ao atendimento obstétrico oferecido por um grupo de 21 parteiras na cidade de Melgaço, estado do Pará, Brasil. A literatura já descreveu amplamente o trabalho das parteiras domiciliares no Brasil e em diversos países do mundo, mas há uma prática que foi muito pouco analisada até então. Este artigo tem como objetivo discutir mais precisamente a prática da puxação, massagem abdominal realizada sobretudo em gestantes. A puxação tem como objetivo aliviar indisposições, informar a posição e sexo do feto, a previsão da data e local do parto, socializar a mulher para a maternidade e contextualizar a gestação dentro dos padrões locais de reprodução, família, bemestar e saúde. O que se observa é que estas parteiras oferecem um serviço pré-natal muito próprio e adequado às necessidades específicas das mulheres da cidade. Mesmo que o parto domiciliar esteja sendo paulatinamente substituído pelo parto hospitalar, este atendimento personalizado tem se ampliado. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This article presents ethnographic data, collected between 2004 and 2005, about the obstetric service offered by a group of 21 midwives in the city of Melgaço, state of Pará, Brazil. The literature has largely described the work of midwives in Brazil and in many other countries around the world. However, there is a kind of practice, which was analyzed very scarcely up to now. The objective of this article is to discuss precisely the practice called puxação, an abdominal massage performed mainly on pregnant women to alleviate indispositions, inform the position and sex of the fetus, help define the date and place of delivery, socialize women for maternity and put pregnancy into the context of the local patterns of reproduction, family, well being and health. It can be observed that these midwives offer a very suitable and appropriate pre-natal service, well adapted to the specific needs of the women of the town. Even though homebirth has been slowly giving way to hospital birth, this personalized service and practice keeps increasing.
Description: Este artigo foi preparado para apresentação no Simpósio Internacional “História dos Trabalhadores da Saúde”, iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz realizada na cidade do Rio de Janeiro, entre os dias 2 e 5 de abril de 2006.
Licença:: Ciência & Saúde Coletiva - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000300011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 21 nov. 2012.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232008000300011
Appears in Collections:DAN - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/11649/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.