Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11646
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EMuitoDuroEsseTrabalho.PDF236,86 kBAdobe PDFView/Open
Title: É muito duro esse trabalho : notas sobre um projeto de extensão em antropologia
Authors: Fleischer, Soraya Resende
Rabello, Luiza
Alvarenga, Marcos
Batista, Monique
Almeida, Natharry
Esmeralda, Polliana
Assunto:: Antropologia
Saúde pública - Ceilândia (DF)
Ambiente de trabalho
Issue Date: 2012
Publisher: Decanato de Extensão (DEX) da Universidade de Brasília
Citation: FLEISCHER, Soraya Resende et al. É muito duro esse trabalho: notas sobre um projeto de extensão em antropologia. ParticipAção, Brasília, n. 22, p. 31-41. 2012. Disponível em: <http://seer.bce.unb.br/index.php/participacao/article/view/6255/587>. Acesso: 20 nov. 2012.
Abstract: Este artigo tem por objetivo sistematizar uma experiência recente de extensão na área de Antropologia da Saúde, desenvolvida por um grupo de estudantes de graduação em Antropologia. A referida pesquisa de extensão teve por objetivo central a proposta de trazer uma visão antropológica às questões relacionadas à saúde de trabalhadoras e trabalhadores de um Centro de Atenção Básica em Saúde, localizado na cidade de Ceilândia-DF. Para tanto, foram mapeados as dificuldades e sofrimentos próprios do cotidiano de trabalho desses profissionais para que a partir daí fosse possível pensar coletivamente sobre soluções e alternativas aos problemas observados. A pesquisa esteve dividida em dois eixos sequenciais: no primeiro, foram realizadas 29 entrevistas individuais com as trabalhadoras e trabalhadores do Centro de Saúde; já no segundo, foi empreendida uma análise dos dados da primeira etapa tanto por parte da equipe de pesquisadores da UnB quanto a de profissionais do local. À guisa de conclusão são apresentadas, no final deste artigo, as sugestões construídas para o enfrentamento das dificuldades que são vivenciadas pelas trabalhadoras e trabalhadores em seu cotidiano de trabalho. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
he aim of this article is to describe a recent community based project experience in the area of Medical Anthropology carried out by a group of undergraduate Anthropology students. The main objective of the study was to introduce an Anthropological perspective to issues related to the health of individuals working at a Basic Health Center located in Ceilândia, in the Federal District of Brazil. Initially, a map was made of the difficulties and suffering faced by these professionals in their daily work, which subsequently made it possible to collectively discuss solutions and alternatives to the observed problems. The study was carried out in two stages. In the first, interviews were conducted with 29 health center workers. In the second, the data collected in the first stage were analyzed by both the team of researchers of the University of Brasilia and by professionals working at the health center. The article concludes by presenting some of the suggestions that were constructed to face the difficulties experienced by these workers in their daily professional lives.
Licença:: ParticipAção - Está licenciado sob uma licença Creative Commons (Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil (CC BY-NC-SA 3.0)). Fonte: http://seer.bce.unb.br/index.php/participacao/index. Acesso em: 20 nov. 2012.
Appears in Collections:DAN - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/11646/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.