Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11564
Título: Integralidade e atividade física na atenção ao portador de diabetes : percepção dos coordenadores do programa de educação e controle do diabetes do Distrito Federal
Autor(es): Rodrigues, Gisele Balbino Araujo
Orientador(es): Nogueira, Júlia Aparecida Devidé
Assunto: Diabetes
Exercícios físicos
Saúde pública
Data de publicação: 6-Nov-2012
Data de defesa: 14-Ago-2012
Citação: RODRIGUES, Gisele Balbino Araujo. Integralidade e atividade física na atenção ao portador de diabetes: percepção dos coordenadores do programa de educação e controle do diabetes do Distrito Federal. 2012. xiii, 167 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: INTRODUÇÃO: A integralidade é um dos princípios orientadores do Sistema Único de Saúde (SUS) e visa superar a fragmentação das práticas de saúde, garantindo uma atenção holística às necessidades de saúde da população. Reduzir a crescente prevalência das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e do diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é uma das prioridades de saúde no Brasil e um dos principais desafios dos SUS é garantir uma atenção integral a seus portadores, incluindo a oferta de atividades físicas/práticas corporais. No Distrito Federal (DF), o Programa de Educação e Controle do Diabetes (PECD/DF) organiza a atenção ao DM no SUS. No entanto, há escassez de trabalhos acerca da integralidade e inserção de atividades físicas/práticas corporais no PECD/DF. OBJETIVO: Analisar as percepções dos coordenadores regionais do PECD/DF sobre a integralidade na atenção ao portador de DM, incluindo o papel da atividade física/práticas corporais. METODOLOGIA: O estudo possui caráter exploratório e utilizou uma abordagem qualitativa. Entrevistas semi-estruturadas individuais foram realizadas com uma amostra de 10 médicos e 4 enfermeiros que coordenam o PECD/DF. As entrevistas foram gravadas em áudio e transcritas na íntegra com a utilização do software NVivo8. Os dados qualitativos foram analisados através de análise temática baseada em Bardin (1994). RESULTADOS: A análise de conteúdo identificou quatro categorias: Integralidade; Elementos para atenção integral; Atividade Física; e Atuação do professor de Educação Física. Oito coordenadores percebem “Integralidade” enquanto abordagem integral dos sujeitos, três coordenadores enquanto atenção nos três níveis de complexidade e outros três como articulação entre ações de assistência e prevenção. Na categoria “Elementos para atenção integral”, o atendimento multiprofissional, o atendimento humanizado, as atividades educativas e a integração profissional foram apontados como necessários para a integralidade. Na categoria “Atividade física”, esta é percebida pelos coordenadores como parte importante da atenção ao DM, com predomínio do discurso biologicista que relaciona a prática física a benefícios fisiológicos para a doença/corpo; e em menor frequência com a promoção de vivências de socialização e apoio social. Na categoria “Atuação do professor de Educação Física”, aulas práticas, palestras e consultorias foram apontadas como possibilidades de atuação do profissional nos serviços. CONCLUSÃO: A integralidade não é compreendida em todas as suas dimensões pelos coordenadores do PECD/DF. Os elementos apontados como necessários para uma atenção integral correspondem à integralidade em sua dimensão de abordagem integral das necessidades do usuário. A atividade física e a atuação do professor de educação física são percebidas como parte importante da atenção ao DM pelos coordenadores, porém com predomínio de uma visão biomédica. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
NTRODUCTION: Comprehensive care is one of the guiding principles of the Brazilian Health System (SUS) and aims to overcome the fragmentation of health practices, ensuring a holistic attention to the health needs of the population. To reduce the increasing prevalence of chronic noncommunicable diseases (NCDs) and type 2 diabetes mellitus (DM2) is a priority for health in Brazil, and one of the main challenges of SUS is to ensure comprehensive care to users, including the provision of physical activity/corporal practices. In the Federal District (DF), the Diabetes Education and Control Program (PECD/DF) organizes DM health care at SUS. However, there are few studies about the comprehensiveness of care and inclusion of physical activity/corporal practices in PECD/DF. OBJECTIVE: To analyze the perceptions of the regional coordinators of PECD/DF on the comprehensive care of people with DM, including the role of physical activity/corporal practices. METHODS: The study is exploratory and used a qualitative approach. Individual semi-structured interviews were conducted with a sample of 10 doctors and four nurses who coordinate the PECD/DF. The interviews were audio taped and transcribed using the software NVivo8. Qualitative data were analyzed using thematic analysis based on Bardin (1994). RESULTS: Content analysis identified four categories: Comprehensive care; Elements for comprehensive care; Physical Activity; and Role of the physical education teacher. Eight coordinators perceive “Comprehensive care” as holistic approach to the subject, while three coordinators see it as attention on the three levels of care and another three as a linkage between healthcare and prevention. In the category "Elements for comprehensive care," the multidisciplinary care, humanized care, educational activities and professional integration were identified as necessary for comprehensive care. In the category "Physical Activity", it is perceived by the coordinators as an important part of DM care, with a predominance of the biological paradigm that relates physical practices to the physiological benefits for the disease/body; and with less frequency to the promotion of social experiences and social support. In the category "Role of the physical education teacher", practical classes, lectures and consultancies have been identified as work possibilities for the professional. CONCLUSION: Comprehensive care is not understood in all its dimensions by the coordinators of the PECD / DF. The elements identified as necessary to comprehensive care correspond to a holistic approach of user´s needs. The role of physical activity and the physical education teachers are perceived as an important part of care for DM by the coordinators, but with a predominance of biomedical view.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2012.
Aparece nas coleções:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_GiseleBalbinoAraujoRodrigues.pdf2,34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.