Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11557
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_GuilhermePradoLima.pdf482,71 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A atualização da política externa do Brasil na agenda internacional ambiental a transformação da posição brasileira em mudança do clima
Autor(es): Lima, Guilherme do Prado
Orientador(es): Lessa, Antônio Carlos
Assunto: Política externa - Brasil
Meio ambiente
Mudanças climáticas
Data de publicação: 5-Nov-2012
Referência: LIMA, Guilherme do Prado. A atualização da política externa do Brasil na agenda internacional ambiental: a transformação da posição brasileira em mudança do clima. 2012. 95 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: A política externa ambiental brasileira alterou-se quanto à posição sobre mudança do clima, a partir de 2009, ao assumir compromissos voluntários de redução de emissões de gases de efeito estufa. Busca-se nesse trabalho identificar essa mudança, bem como as motivações, processos e consequências, com o objetivo de analisar a atualização da política externa no regime internacional de governança climática e de compreender a alteração de posturas tradicionais e o significado do novo posicionamento. Reconhece-se que a atualização está inserida em uma conjuntura internacional e condicionada por um contexto doméstico. No âmbito do multilateralismo, recordou-se o papel do G77 entre as coalizões que o Brasil faz parte, como país em desenvolvimento, e o conflito com países desenvolvidos no regime. Nesse contexto, o BASIC (Brasil, África do Sul, Índia e China) é a expressão dos países emergentes em buscar garantir que seus interesses, principalmente aqueles não compartilhados com o G77, sejam devidamente contemplados nos resultados das negociações. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Brazilian environmental foreign policy, from 2009 and on, has changed its position on climate change, presenting voluntary commitments on greenhouse gases emissions reduction. This work seeks to identify this change as well as the motivations, processes and consequences, with the intend of analyzing the update of Brazil‟s foreign policy in the international regime of climate governance and understanding the modification in traditional approaches and the meaning of the new positioning. International and domestic circumstances must be considered. In the context of multilateralism, there is an essential role for G77 as a coalition to which Brazil is part of, being a developing country, as well as its conflict with developed countries, within the regime. In this regard, BASIC (Brazil, South Africa, India and China) is an expression of emerging countries seeking to ensure that their interests, particularly those not shared with the G77, are properly included in the results of the negotiations.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2012.
Aparece nas coleções:IREL - Mestrado em Relações Internacionais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.