Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11494
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_DianaMagalhaesSouzaCoutinhoGrosner.pdf8,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Sobre altruísmo, identificação social e o paradoxo da participação
Autor(es): Grosner, Diana Magalhães de Souza Coutinho
Orientador(es): Turgeon, Mathieu
Assunto: Conduta
Ética política
Sistema eleitoral
Data de publicação: 25-Out-2012
Referência: GROSNER, Diana Magalhães de Souza Coutinho. Sobre altruísmo, identificação social e o paradoxo da participação. 2012. ix, 58 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: Este trabalho explora a adição da hipótese de considerações altruístas em modelos de escolha racional que procuram explicar a participação eleitoral. Explora também os efeitos da existência simultânea de altruísmo e identificação social sobre a propensão de votar, em contraste com a situação em que uma ou ambas as variáveis não estão presentes. Para tanto, com o instrumental da teoria da escolha racional é proposto um modelo teórico que representa a decisão de votar em eleições não obrigatórias, bem como seu exame empírico, a partir de bases de dados de eleições presidenciais dos Estados Unidos. As hipóteses testadas são: 1) o indivíduo atribui peso maior ao bem estar de indivíduos ou grupos com quem ele se identifica, 2) a identificação social facilita a percepção do altruísta em relação ao ganho de bem estar alheio, potencializando o efeito de considerações altruístas sobre a participação eleitoral, 3) certos tipos de identificação social potencializam mais o efeito do altruísmo sobre a participação eleitoral do que outros. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This article explores the addition of altruistic considerations on rational choice models that attempt to explain turnout. It also explores the effects of the simultaneous existence of altruism and social identification on the propensity to vote, in contrast to the situation where one or both variables are not present. Using the instruments of rational choice theory, a theoretical model that represents the decision to vote in elections is not compulsory is proposed, as well as its empirical examination, from databases of U.S. presidential elections. The hypotheses tested are: 1) the individual gives greater weight to the welfare of individuals or groups with whom he identifies, 2) social identification facilitates the perception of the gains on the welfare of others, increasing the effect of altruistic considerations on turnout, 3) when associated with altruism, certain types of social identification have more effect on turnout than others.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, 2012.
Aparece nas coleções:IPOL - Mestrado em Ciência Política (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.