Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11488
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_JoseSidineyBarros.pdf34,38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Associação entre solos e vegetação nas áreas de transição cerrado-caatinga-floresta na bacia do Parnaíba : sub-bacia do rio Longá-PI
Autor(es): Barros, José Sidiney
Orientador(es): Haridasan, Mundayatan
Assunto: Comunidades vegetais
Plantas e solo
Ecossistema
Data de publicação: 25-Out-2012
Referência: BARROS, José Sidiney. Associação entre solos e vegetação nas áreas de transição cerrado-caatinga-floresta na bacia do Parnaíba: sub-bacia do rio Longá-PI. 2012. 142 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: Transições entre diferentes províncias florísticas em áreas de contato expressa-se em diferentes paisagens ou fitofisionomias. Desenvolvida em área de transição cerradocaatinga- floresta, esta pesquisa procurou estabelecer associações entre parâmetros dos solos e diferentes formações vegetais da porção central da Bacia Sedimentar do Parnaíba, onde se destaca o Complexo Vegetacional de Campo Maior (PI). A principal hipótese foi a de que a compartimentação geomorfológica e disponibilidade de nutrientes condicionaram formações vegetais. Foram estudadas sete fitofisionomias associadas a diferentes geoambientes. O inventário da vegetação com diâmetro ≥ 3 cm ao nível do solo correspondeu a uma amostragem fitossociológica num total de 10 parcelas de 20m x 50m por fitofisionomia. Foram descritos perfis de solos em cada fitofisionomia e coletadas amostras compostas de solos por parcelas nas profundidades de 0-10cm, 10-20cm, 20-30cm e 30-60cm. Material foliar das espécies de maior valor de importância, de ampla distribuição, raras e exclusivas, de cada fitofisionomia, foi coletado para determinação de concentração de nutrientes. A fitossociologia das comunidades arbóreo-arbustiva foi caracterizada a partir de parâmetros produzidos pelos programas FITOPAC 2 e Mata Nativa. Os dados foram submetidos, ainda, à análise multivariada com técnicas de TWINSPAN, UPGMA, PCA, DCA e CCA, para determinação de correlações entre gradientes ambientais e vegetacionais. As análises de ordenação, com autovalores do eixo I elevados, representam gradientes longos com uma forte substituição de espécies. Os resultados de análises demonstraram uma forte heterogeneidade espacial da distribuição das espécies nativas entre as fitofisionomias estudadas. As variáveis ambientais demostraram relação forte com as fitofisionomias. As fitofisionomias de mata e capões arbustivo-arbóreos apresentaram maior riqueza e número de indivíduos. A fitofisionomia de mata seca ocorreu com os mais elevados níveis de argila, carbono orgânico, e Ca, Mn, e Zn disponíveis, responsáveis pela sua individualização clara das demais comunidades. Da análise destes dados pode-se inferir que as comunidades de plantas e sua diversidade estão relacionadas com os fatores ambientais inerentes a cada geoambiente. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Transitions among different floristic provinces give rise to different landscapes and vegetation types in their areas of contact This research sought to establish associations between different parameters of soils and vegetation physiognomies in the Vegetation Complex of Campo Maior (PI) in the central portion of the Parnaiba Sedimentary Basin, an area of cerrado-caatinga-forest transition. The main hypothesis was that geomorphological partitioning and nutrient availability determine the vegetation. We studied seven vegetation physiognomies associated with different geological environments. The inventory of vegetation included all woody individuals with diameter ≥ 3 cm at ground level in ten 20m x 50m plots in each of the physiognomies. Soil profiles were described in each vegetation type and composite soil samples were collected at depths of 0-10, 10-20, 20-30 and 30-60 cm. Leaf samples were collected from species of greatest importance values in each community, as well as common, exclusive and rare species, for determination of concentration of nutrients. The phytosociology of tree-shrub communities was characterized by parameters produced by the two programs FITOPAC and Native Forest. Multivariate analyses employing TWINSPAN, UPGMA, PCA, DCA and CCA were used to determine correlations between environmental gradients and vegetation parameters. Results of ordination analysis with high eigenvalues of first principal axis represented a strong gradient of species replacement. The multivariate analysis also showed a strong spatial heterogeneity of species distribution among vegetation types. The environmental variables showed a strong influence on the vegetation forms. The dry forests and capões arbustivo-arbóreos showed the highest species richness and largest number of individuals. The dry forests occurred on soils with higher clay content and organic carbon, as well as higher availability of Ca, Mn and Zn. From these results it could be inferred that plant communities and their diversities are associated with environmental factors inherent to each geoenvironment.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2012.
Aparece nas coleções:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.