Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1114
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_2008_GeisaCunhaFranco.pdf2,89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A política externa do governo Figueiredo : a abertura democrática e o debate na imprensa : o Brasil entre os Estados Unidos, o Terceiro Mundo e o eixo regional
Autor(es): Franco, Geisa Cunha
Orientador(es): Saraiva, José Flávio Sombra
Assunto: Política externa
Opinião pública
Imprensa
Inserção internacional
Data de publicação: 21-Jan-2009
Referência: FRANCO, Geisa Cunha. A política externa do governo Figueiredo: a abertura democrática e o debate na imprensa: o Brasil entre os Estados Unidos, o Terceiro Mundo e o eixo regional. 2008. 209 f. Tese (Doutorado em Relações Internacionais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: O objetivo desta tese consiste em recuperar o debate que se travou na imprensa a respeito da política exterior brasileira executada na gestão do chanceler Ramiro Saraiva Guerreiro, durante o governo de João Batista Figueiredo (1979-1985). O período abrange o processo de abertura política, com o conseqüente declínio do regime militar, e o foco da pesquisa incide em uma das conseqüências da democratização, a saber, a emergência das manifestações da opinião pública sobre as decisões de política exterior. Identificam-se as correntes de pensamento que se manifestavam nos jornais a respeito desse tema, a forma como evoluíram, suas respectivas percepções da inserção internacional brasileira, do modelo de estado desenvolvimentista e da política exterior a ele associada, bem como da escolha dos parceiros preferenciais brasileiros diante das transformações que se verificavam no sistema internacional. Para tanto, priorizam-se três eixos de abordagem: as relações do Brasil com os Estados Unidos, com o Terceiro Mundo e com a Argentina. Demonstra-se, no debate realizado na imprensa, a percepção da crise do modelo desenvolvimentista e a emergência de um modelo de inserção em moldes liberais. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper aims at resuming the debate, which was held in the press, on the foreign policy followed by Foreign Minister Ramiro Saraiva Guerreiro during João Batista Figueiredo’s term of office (1979-1985). That was the moment of democratic opening with the consequent fall of the military regime and the study focuses, more specifically, one of the consequences of democratization, namely the emergence of public manifestations about political decisions. From there, the intention is to identify the currents of thought manifested in newspapers and investigate their perceptions of the Brazilian international insertion, of the model of developing state and the foreign policy associated to it, as well as of the choice of Brazilian preferential partners before the transformations which were taking place in the international system. The research prioritizes three approaches: Brazilian relations with the United States, with the developing countries (Third World) and with Argentina; and it try to show, by following the debate, the perception of the Developmental State crisis and the rise of a liberal model of insertion.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2008.
Aparece nas coleções:IREL - Doutorado em Relações Internacionais (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.