Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10831
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_AnaTerezaDiasVasques.pdf602,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Relação entre qualidade de vida e Doença de Alzheimer leve e moderada
Autor(es): Vasques, Ana Tereza Dias
Orientador(es): Souza, Wânia Cristina de
Assunto: Alzheimer, Doença de
Qualidade de vida
Data de publicação: 27-Jun-2012
Data de defesa: 10-Fev-2012
Referência: VASQUES, Ana Tereza Dias. Relação entre qualidade de vida e Doença de Alzheimer leve e moderada. 2012. x, 42 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Comportamento)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo verificar a relação existente entre qualidade de vida e o diagnóstico de doença de Alzheimer leve e moderada. Pretendeu também investigar a influência do desempenho funcional, do desempenho cognitivo e da depressão na qualidade de vida dos pacientes com esse diagnóstico. Foram avaliados 60 participantes, sendo 20 do grupo controle, através do Mini Exame do Estado Mental, da Escala de Depressão Geriátrica, da Escala de Barthel, da Escala de Pfeffer e da Escala de Qualidade de Vida na Doença de Alzheimer. Não houve diferenças estatisticamente significativas na qualidade de vida total nem na qualidade de vida relatada pelo paciente entre os grupos com diagnóstico de doença de Alzheimer leve e moderado, contudo, entre este último e o grupo controle, observaram-se variações tanto na resposta dos pacientes quanto na dos cuidadores. Depressão e percepção de qualidade de vida por parte do próprio paciente apresentaram boa correlação negativa para o grupo diagnosticado com doença de Alzheimer leve. Os demais desempenhos não apresentaram significância. Mais pesquisas voltadas para a avaliação da qualidade de vida em cada estágio da doença de Alzheimer são necessárias para que os programas de intervenção e reabilitação possam ser mais direcionados e eficientes. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aimed to assess the relationship between quality of life and the diagnosis of Alzheimer's disease, mild and moderate. It also intended to investigate the influence of functional performance, cognitive performance and depression on quality of life of patients with this diagnosis. Sixty participants, twenty in the control group, were evaluated using the Mini Mental State Examination, the Geriatric Depression Scale, the Barthel Index, the Pfeffer Questionnaire and the Quality of Life in Alzheimer's Disease Scale. There were no statistically significant differences in the overall quality of life or quality of life reported by patients between the groups diagnosed with mild and moderate Alzheimer's disease, however between the latter and the control group differences were noticed in both patients' and caregivers' answers. Depression and the patient's own perception of quality of life showed a good negative correlation only for the mild Alzheimer's disease diagnosed group. The other performances did not stand out in terms of significance. Further research should focus on evaluating the quality of life of each stage of Alzheimer's disease so that programs of intervention and rehabilitation can be more specific and efficient for each group.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2012.
Aparece nas coleções:PPB - Mestrado em Ciências do Comportamento (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.