Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10767
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_DeniseAparecidaRibeiro.pdf2,3 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise das bases da estruturação do currículo dos cursos profissionais de transportes na rede pública federal
Other Titles: Framework foundation analysis of the curriculum of professional courses of transport in the public federal network
Authors: Ribeiro, Denise Aparecida
Orientador(es):: Fortes, José Augusto Abreu Sá
Assunto:: Currículos - avaliação
Transportes - estudo
Capacitação
Issue Date: 21-Jun-2012
Citation: RIBEIRO, Denise Aparecida. Análise das bases da estruturação do currículo dos cursos profissionais de transportes na rede pública federal. 2012. xviii, 184 f. il. Tese (Doutorado em Transportes Urbanos)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: O trabalho na área de transportes abrange diversos serviços que interagem com outras áreas profissionais e outros sistemas sociais. A definição do perfil dos profissionais capacitados para atuar em um sistema tão abrangente é um desafio para que estes contribuam com a existência de um bom sistema de transportes; compreendendo suas relações com os sistemas sociais, políticos e ambientais. A formação desse profissional é parte da educação profissional e esta sempre esteve subordinada a um escopo legal que passou por muitas alterações no curto espaço das duas últimas décadas, deixando algumas dúvidas aos professores que atuam na área de transportes. Esses são os encarregados da criação dos cursos com pouca estrutura e uma grande carga de trabalho. As dificuldades e incertezas enfrentadas pelos professores ao decidir os cursos e seu currículo é o que motiva essa tese a buscar o suporte para entendimento nas bases teóricas da educação e currículo, nas políticas de educação, na legislação pertinente à educação profissional e nas transformações recentes do mundo do trabalho, campos estes ínter-relacíonados. As bases da educação, em sua maioria, buscam direcionar a educação para a formação humana completa, indo além de treinar pessoas, atender interesses unediatos e o poder econômico. Em outra vertente existem teóricos que ressignificam esses conceitos e estruturam bases teóricas que dão suporte ao sistema político econômico para a sustentação de políticas educacionais e seu arcabouço legal, direcionando as ações da educação. E assim que a educação profissional vem sendo estruturada: em bases legais contraditórias de difícil entendimento e aplicação pelos professores da educação profissional, encarregados da estrutura dos currículos e sua prática diária. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação criou 20 áreas profissionais, entre elas o transporte focado no setor de serviços. Esse novo foco foi detalhado nas Diretrizes Curriculares e nos Referenciais Curriculares Nacionais. O mundo do trabalho também interligado às questões sócio econômicas direciona a educação profissional e sofre as conseqüências da formação de trabalhadores. E nesse mundo em transformações econômicas, políticas e tecnológicas que os professores das Instituições Federais de Educação Profissional têm que definir seus cursos. A aplicação de um questionário, enviado aos responsáveis pelos sete cursos na área de transportes nas Instituições evidenciou a dificuldade em trabalhar com o arcabouço legal elaborado com termos ressignificados e contraditórios. Esses professores têm uma formação na área de ciências exatas e uma experiência profissional em transportes, mas. em sua maioria, não reúnem conhecimentos teóricos sobre educação e currículo. Portanto, os primeiros cursos profissionais de transportes foram então construídos, não havendo referencias anteriores, partindo da formação e experiência desses professores, ou seja, tais cursos mesmo sendo submetidos à legislação e à necessidade do mundo do trabalho são filtrados pela ótica desses professores. A construção desses cursos sofreu influência da formação da equipe que o elaborou, como também seguiu direcionamento legal e do mercado de trabalho. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The work on the transport encompasses various services, which interact with other professional areas. The definition of which professional profile is needed in order to obtain a good transportation system faces the complexity of the transport service areas along with all its interfaces with the social, political and environmental systems. In addition, professional education has always been subordinated to a legal scope, and it has changed a lot over the past two decades, leaving some doubts hovering over teachers who work on the area of transport. These professionals are hi charge of creating and structuring courses with little structure and heavy workload. In view of the difficulties and uncertainties faced in this process, this thesis seeks support towards understandmg starting from the theoretical basis of education and curriculum, educational policies, legislation pertaining to professional education, and the latest transformation in the labor field. These policies, theories and the labor field are mterrelated, while some theories seek to structure the education towards a whole human development rather than simply train people for the immediate interest of the economic system. The political economic system can reframe some critically developed ideas and use them as a support for the establishment of educational policies and the framework of laws, which guide social actions. These theories, and laws provide support for the implementation of policies that aim at reinforcmg the economic systems as well as the dominant ideology. So, this is how the professional education has been structured, in fact, it has been contradictory and misleading as for the understanding and the application by teachers, who are in charge of the structuring of curricula and their daily practices. The Law of Directives and Base of Education created twenty professional areas, includmg transportation, focused on the industry service, a new course to the professional development system, which later was edited as the Curriculum Guidelines and the National Curricula References. The labor world interconnected to the social economic guide professional education and suffer the consequences of workers development. Amidst this world of changes, teachers of the Federal Institute of Education, have to define which course to create. In this context, a questionnaire, sent to the professionals responsible for the ten courses in the area of transports in these institutions, highlighted the difficulty of working with the legal framework elaborated with contradictory and misleading terms. These teachers have academic background in the area of science and have professional experience in transport, however, the majority have no theoretical knowledge on education or curriculum. Therefore, the first transport professional courses were built without any previous references, based on the experience and the background knowledge of these teachers, that is, even if such courses were submitted to the legislation and to the demands of the labor market, they would be filtered by the lenses of teachers.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Programa de Pós-Graduação em Transportes, 2012.
Appears in Collections:ENC - Doutorado em Transportes Urbanos (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10767/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.