Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10665
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EmpregoProcessamentoDigital.pdf484,48 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Emprego do processamento digital dos parâmetros morfométricos no mapeamento geomorfológico da Bacia do Rio Preto
Autor(es): Borges, Maria Elisabete Silveira
Carvalho Júnior, Osmar Abílio de
Martins, Éder de Souza
Arcoverde, Gustavo Felipe Balué
Guimarães, Renato Fontes
Gomes, Roberto Arnaldo Trancoso
Assunto: Paisagens
Morfometria
Geomorfologia
Geoprocessamento
Data de publicação: 2007
Editora: Programa de Pós-Graduação em Geografia do Departamento de Geografia
Referência: BORGES, Maria Elisabete Silveira et al. Emprego do processamento digital dos parâmetros morfométricos no mapeamento geomorfológico da Bacia do Rio Preto. Espaço & Geografia, v.10, n.2, p.401-429, 2007. Disponível em:<http://www.lsie.unb.br/espacoegeografia/index.php/espacoegeografia/article/view/72/71>. Acesso em: 05 jun. 2012.
Resumo: Os Modelos Digitais de Terreno (MDT) e os Sistemas de informações Geográficas (SIG) são empregados para compreender as relações geográficas e os dados espaciais. Os atributos de terreno derivados do SIG permitem estabelecer variáveis,composições e critérios sobre os padrões espaciais de acordo com a organização da paisagem. O mapeamento geomorfométrico permite representar as unidades geomorfológicas por atributos numéricos e pela sua distribuição espacial. O presente trabalho tem como objetivo mapear as unidades geomorfológicas na bacia do rio Preto. A metodologia consiste dos seguintes passos: (a) elaboração do MDT a partir dos mapas topográficos (escala de 1:100.000) em formato digital, (b) geração de mapas morfométricos (declividade, direção de fluxo e fluxo acumulado), (c) processamento de imagens digitais morfométricas como composição colorida e manipulação de contraste, (d) análise do histograma de freqüência dos atributos de terreno, (e) definição das classes baseadas no critério da geomorfometria, fatiando o domínio de cada atributo em intervalos definidos, (f) validação das unidades pela análise visual de imagem Landsat. A paisagem foi dividida em cinco unidades geomorfológicas e suas respectivas subunidades: Planalto (Topos, Vales Intraplanálticos); Planalto Dissecado (Silicáticos, Cársticos); Cristas de Unaí (Serras, Depressões); Terraços (Superior, Inferior); Planície Fluvial. Constata-se uma íntima relação entre as formas do relevo com os condicionantes geológicos e pedológicos regionais. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Digital Elevation Models (DEM) and Geographical Information Systems(GIS) analysis have been utilized for understanding geographical relationships andmodeling spatial data. The GIS-derived terrain attributes allow to determinate variables,compositions and criteria on spatial patterns according to landscape organization.Geomorphometric mapping enable to represent the geomorphologic units by numericalattributes and by their spatial distribution. This paper aims at geomorphologic unitsmapping in the basin of the Preto River. The methodology consists of the followingsteps: (a) DEM elaboration from topographical maps (1:100.000 scale) in digital format;(b) morphometric maps generation (slope, flow direction and contributing area); (c)digital morphometric image processing like color compositions and manipulation ofcontrast; (d) histogram frequency analysis of terrain attributes; (e) definition of classeson the basis of geomorphometric criteria, slicing the domain of each attribute to relatedintervals; (f) unit validation by visual interpretation of Landsat image. The landscapewas decomposed to five geomorphologic: Plateau (Tops, Intraplateau Valleys); DissectedPlateau (Silicatic, Karstic); Unaí Crests (Mountain Ranges, Depressions); Terraces (Upper,Lower); Alluvial Plain. It is noticeable a close relation between the relief forms and theregional geology and pedology.
Licença: Espaço & Geografia está licenciado sob uma licença Creative Commons(Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported). Fonte: http://www.lsie.unb.br/espacoegeografia/index.php/espacoegeografia/article/view/72/71. Acesso em: 05 jun. 2012.
Aparece nas coleções:GEA - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons