Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10624
Título: Canções da cidade amanhecente : urbanização, memórias e silenciamentos em Feira de Santana, 1920-1960
Autor(es): Oliveira, Clóvis Frederico Ramaiana Moraes
Orientador(es): Kuyumjian, Marcia de Melo Martins
Assunto: Urbanização - Feira de Santana (BA) - história
Data de publicação: 30-Mai-2012
Data de defesa: 9-Dez-2011
Referência: OLIVEIRA, Clóvis Frederico Ramaiana Moraes Canções da cidade amanhecente: urbanização, memórias e silenciamentos em Feira de Santana, 1920-1960. 2011. 298 f., il. Tese (Doutorado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: Este trabalho trata da urbanização de Feira de Santana entre os anos de 1920 e 1960, percebida pela relação entre memória e esquecimento. Concordando com outros trabalhos acerca da temática, o processo urbanizador é abordado pela dinâmica da demolição/construção ou, como prefiro, apagamentos e inscrições, um jogo dialético que ensejou a ereção da cidade ao passo que silenciava memórias e práticas sociais. As histórias narradas informam a elaboração de uma paisagem citadina nas paragens feirenses, o aparecimento de equipamentos, a crítica e proibição a hábitos que tinham marcado a historicidade da urbe, projeto consubstanciando na desruralização da velha cidade de vaqueiros e tropeiros e anexação dos subúrbios à ordem que era elaborada no centro urbano. As construções foram monumentalizadas, ensejando outras memórias. Os impactos sobre a memória, os procedimentos de silenciamento e esquecimento foram recuperados a partir da exploração dos trabalhos de alguns agentes históricos que viveram aquele momento histórico. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research regards about Feira de Santana’s urbanization process between the years of 920 and 1960, felt by the relation between memory and forgetfulness. In agreement with other papers regarding this theme, the approach to the urbanization process is given through the dynamics of demolishment/construction or, how I prefer, erasure and inscription, a dialectic game that occasioned the projection of the city while silencing memory and social practices. Following stories inform the elaboration of a city’s scenario in Feira de Santana’s streets corners, the emergence of equipments, the criticism and prohibition to habits that distinguished the town’s historicity, consolidated project in the deruralization of the old cowboys and drovers’ city and suburbs’ annexation to the elaborated disposition in the urban center. Constructions were ‘monumentalized’, occasioning other memories. Impacts on memory, silencing and forgetfulness’ methods were recovered from exploration of some historic agents which lived the cited historic moment.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2011.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:HIS - Doutorado em História (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_ClovisFredericoRamaianaMoraesOliveira.pdf7,81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.