Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10606
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_LiviaHelenaCarreiraSilveira.pdf938,37 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Exportação de nutrientes pela exploração de madeiras comerciais em uma área de floresta amazônica de terra firme em Itacoatiara, AM
Autor(es): Silveira, Lívia Helena Carrera
Orientador(es): Rezende, Alba Valéria
Assunto: Manejo florestal
Solos - composição
Árvores - composição
Data de publicação: 28-Mai-2012
Referência: SILVEIRA, Lívia Helena Carrera. Exportação de nutrientes pela exploração de madeiras comerciais em uma área de floresta amazônica de terra firme em Itacoatiara, AM. 2012. x, 65 f., il. Dissertação(Mestrado em Ciências Florestais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo quantificar os nutrientes exportados e devolvidos ao solo pela atividade de exploração florestal em uma área de floresta amazônica de terra firme. A coleta das amostras de solo e de vegetação arbórea ocorreu em uma área de 20 ha manejada pela empresa Mil Madeiras Preciosas LTDA, localizada no Município de Itacoatiara – AM. Foram amostradas 50 árvores pertencentes a 21 espécies de interesse comercial, que representam 28,6% dos indivíduos explorados na área. As árvores selecionadas foram compartimentadas em folha, casca, galho fino (diâmetro < 10 cm), galho grosso (diâmetro > 10 cm) e tronco. Uma amostra de cada parte da árvore foi coletada em campo para análise química dos teores dos macronutrientes (N, P, K, Ca, Mg e S). Os estoques de nutrientes em cada parte da árvore foram estimados a partir do produto entre o teor de nutriente e a biomassa seca. A amostragem do solo foi realizada em 30 pontos distribuídos aleatoriamente na área em duas profundidades (0-20 e 20-40 cm).O solo da área foi classificado como Latossolo Amarelo Distrófico, apresentando teores médios de matéria orgânica, teores baixos ou muito baixos de cálcio, magnésio, fósforo e potássio e alta saturação por alumínio. Na vegetação arbórea as maiores concentrações de nutrientes foram encontradas nas folhas, com exceção do cálcio que teve maior concentração na casca. Os nutrientes na vegetação arbórea variaram significativamente entre espécies. Não foi verificada correlação entre o nitrogênio e o fósforo, porém houve correlação significativa entre o nitrogênio e o enxofre. O maior estoque de nutrientes foi encontrado no tronco devido a elevada biomassa em relação às outras partes da árvore. Os estoques de nutrientes exportados pela exploração madeireiraatravés do tronco e da casca (N - 66,7kg.ha-1; P - 1,2kg.ha-1; K - 15,6kg.ha-1 ; Ca - 19,5kg.ha-1 ; Mg - 5,8kg.ha-1 ; S - 15,6kg.ha-1),foi considerado baixo comparado à quantidade de nutrientes ciclados via serapilheira fina. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The aim of the present study was to quantify the exported and returned to soil nutrients through logging activities in an area of Terra Firme Amazon forest. The soil and tree sampling was made in an area of 20 ha harvested by the firm Mil Madeiras Preciosas LTDA, located at the Itacoatiara district - AM. The tree sampling was made in 50 individuals belonging to 21 species of commercial interest that represent 28,6% of the explored individuals in this area. The trees sampled were separated in leaf, bark, thin branches (diameter < 10 cm), large branches (diameter > 10 cm) and trunk. One sample of each part of the tree was collected for macronutrient concentration analysis (N, P, K, Ca, Mg and S). The nutrient stock was estimated by the product between nutrient content and biomass of each part of the tree. The soil sampling was made in 30 locations randomly distributed in the area and in two different dephts (00 - 20, 20 - 40 cm). The local soil was classified as Latossolo Amarelo Distrófico, with medium concentration of organic matter, low to very low concentration of calcium, magnesium, phosphorus, and potassium and high aluminum saturation. In the arboreous vegetation the highest nutrient concentrations were found in the leaf except for calcium, that was more abundant in the bark. The nutrient concentrations in the arboreous vegetation vary considerably among species. For the species studied there was no correlation between nitrogen and phosphorus, but there was a significant correlation between nitrogen and sulfur. The highest nutrient content was found in the trunk due to its elevated biomass compared to other parts of the tree. The nutrient content exported from logging through the trunk and the bark (N - 66,7kg.ha-1; P -1,2kg.ha-1; K - 15,6kg.ha-1; Ca - 19,5kg.ha-1; Mg - 5,8kg.ha-1; S - 15,6kg.ha-1),was considered low compared to the amount of nutrients cycled through fine litter.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Engenharia Florestal, 2012.
Aparece nas coleções:EFL - Mestrado em Ciências Florestais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.