Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10545
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_FelipeLemosCabral.pdf423,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Poder, sujeito e instituições : reflexões a partir das teorias da ação de Hannah Arendt e Jürgen Habermas
Autor(es): Cabral, Felipe de Lemos
Orientador(es): Nascimento, Paulo César
Assunto: Habermas, Jürgen - teoria crítica
Arendt, Hannah, 1906-1975 - crítica e interpretação
Ciência política
Participação política
Data de publicação: 24-Mai-2012
Referência: CABRAL, Felipe de Lemos. Poder, sujeito e instituições: reflexões a partir das teorias da ação de Hannah Arendt e Jürgen Habermas. 2012. 102 f. Dissertação(Mestrado em Ciência Política)-Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: O presente trabalho procura estudar, de forma comparativa, o trabalho de Hannah Arendt e Jürgen Habermas, a fim de fornecer um quadro geral de sua teoria da ação comunicativa. A construção desse quadro geral da teoria, através de nossa pesquisa, se baseia na análise de alguns eixos estruturantes da obra dos autores, a saber: o espaço público, a teoria do poder, o sujeito participante e as instituições correspondentes. A partir da revisão detalhada de cada item escolhido nos capítulos iniciais e presente no trabalho de cada autor, procedemos a uma comparação crítica dos dados fornecidos pela teoria. O confronto das características apresentadas por cada teoria é balizado pela análise de outros autores escolhidos, críticos de um ou mais aspectos da teoria da ação comunicativa apresentado por Arendt e/ou Habermas. No capítulo final e na conclusão, a pesquisa procura delinear um esboço dos dois modelos apresentados, baseado em todas as discussões teóricas anteriores, e fornecer elementos teóricos para a construção de uma renovação da participação política. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present research intends to study, in a comparative way, the work of Hannah Arendt and Jürgen Habermas, in order to produce a general table of their communicative action theory. The construction of this general theoretical table, through our research, is based on the analysis of some structuring axis of the author’s works, in resume: the public space, the theory of power, the participant subject and the correspondent institutions. Through the detailed reveal each chosen item in the initial chapters and present on the work of the authors, we proceed a critical comparison between the data given by the theory. The confrontation of the characteristics showed by any theory is bounded for the analysis of other chosen authors, critics of one or more aspects of Arendt and/or Habermas communicative action theory. In the final chapter and the conclusion, the research tries to drawn an draft of the two models presented, based on all the theoretical initial discussions, and gives theoretical elements to the construction of a renewal of the politics participation.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Pós-Graduação em Ciência Política, 2012.
Aparece nas coleções:IPOL - Mestrado em Ciência Política (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.