Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10511
Título: Desenvolvimento inicial de dipteryx alata vogel e myracrodruon Urundeuva allemão em plantio de enriquecimento de uma floresta estacional semidecídua secundária
Título(s) alternativo(s): Initial development of dipteryx alata vogel and myracrodruon urundeuva allemão in enrichment planting in a semi-deciduous secondary forest
Autor(es): Venturoli, Fábio
Fagg, Christopher William
Felfili, Jeanine Maria
Assunto: Cerrados
Reflorestamento
Data de publicação: Mai-2011
Editor: Universidade Federal de Uberlândia
Citação: VENTUROLI, Fábio; FAGG, Christopher William; FELFILI, Jeanine Maria. Desenvolvimento inicial de dipteryx alata vogel e myracrodruon Urundeuva allemão em plantio de enriquecimento de uma floresta estacional semidecídua secundária. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 27, n. 3, p. 482-493, maio./jun. 2011. Disponível em:<http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7634/7565>. Acesso em: 08 maio. 2012.
Resumo: Nesse estudo avaliou-se o desenvolvimento inicial de Dipteryx alata e Myracrodruon urundeuva plantadas em sistema de enriquecimento de floresta estacional semidecídua secundária, seguindo um gradiente ambiental de umidade, em direção a áreas de cerrado. As avaliações da sobrevivência e do crescimento em altura total e diâmetro do coleto foram feitas 12 meses após o plantio e foram constatados 10% de mortalidade para M. urundeuva e 45% para D. alata. Vinte e cinco meses após o replantio, a mortalidade foi de 15% para ambas as espécies. Não houve associação entre mortalidade das espécies e gradiente ambiental (χ²) e também não foram encontradas diferenças estatísticas nos incrementos diamétricos entre as espécies (ANOVA). O crescimento médio em diâmetro de Myracrodruon urundeuva e D. alata foi de 0,96 e 0,52 mm.ano-1, respectivamente. O crescimento médio em altura foi de 9,6 e 4,0 cm.ano-¹ em M. urundeuva e D. alata, respectivamente, diferentes estatisticamente. O menor crescimento em altura de D. alata em relação a M. urundeuva não deve ser utilizado para julgar a adaptação dessa espécie ao ambiente, podendo estar relacionado a diferentes padrões de crescimento, estratégias de adaptação ou diferentes necessidades ecológicas, demonstrando diferenças quanto à eficiência no uso dos recursos disponíveis. Este estudo destacou o potencial dessas espécies para compor sistemas de enriquecimento de capoeiras. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Initial development of Dipteryx alata Vogel and Myracrodruon urundeuva Allemão planting in enrichment in a semideciduous secondary forest. This study evaluated the initial development of Dipteryx alata and Myracrodruon urundeuva planted in enrichment system in a secondary semi-deciduous seasonal forest along an environmental gradient. The survival and growth in height and diameter were made 12 months after planting. There was 10% mortality for M. urundeuva and 45% for D. alata. Twenty-five months after replanting, the mortality was 15% for both species. There was no association between mortality of the species and environmental gradient (χ²) and also there were no statistical differences in diameter increment between species (ANOVA). Myracrodruon urundeuva and D. grew on average 0.96 and 0.52 mm.yr-1, respectively. The average growth in height was 9.6 and 4.0 cm.yr-¹ for M. urundeuva and D. alata, respectively, statistically different. The smaller growth in height of D. alata versus M. urundeuva should not be used determine the adaptation to the environment and may be linked to different patterns of growth, adaptation strategies, or different ecological needs, showing differences in efficiency in the use of available resources. This study highlighted the potential use of these species in enrichment systems.
Licença: Bioscience Journal - Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .(Attribution 3.0 Unported (CC BY 3.0)). Fonte: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7634. Acesso em: 08 maio. 2012.
Aparece nas coleções:EFL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_DesenvolvimentoInicialDipteryx.pdf141,37 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons