Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10495
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_CaracterizacaoAtaqueFungos.pdf491,56 kBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização do ataque de fungos apodrecedores de madeiras através da colorimetria e da espectroscopia de infravermelho
Other Titles: Characterization of wood decay by rot fungi using colorimetry and infrared spectroscopy
Authors: Costa, Mírian de Almeida
Costa, Alexandre Florian da
Pastore, Tereza Cristina Monteiro
Braga, Jez Willian Batista
Gonçalez, Joaquim Carlos
Assunto:: Biodegradação
Podridão branca
Podridão parda
Análise espectral
Issue Date: Jul-2011
Publisher: Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria
Citation: COSTA, Mírian de Almeida et al. Caracterização do ataque de fungos apodrecedores de madeiras através da colorimetria e da espectroscopia de infravermelho. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 3, p. 567-577, jul./set. 2011. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/cienciaflorestal/article/view/3814>. Acesso em: 18 maio 2012.
Abstract: Amostras de madeiras de marupá (Simarouba amara) e andiroba (Carapa guianenis) foram submetidas ao ataque dos fungos Trametes versicolor (podridão branca) e Gloeophylum trabeum (podridão parda). A colorimetria foi empregada para determinar as cores das madeiras antes e após o ataque dos fungos. Para acompanhar a variação do teor dos compostos químicos foi utilizada a técnica de espectroscopia de refletância difusa no infravermelho médio. Ambas as espécies foram consideradas não resistentes ao fungo de podridão branca. Para o fungo de podridão parda, a andiroba foi considerada resistente e o marupá não resistente. Ambas as espécies de madeira se apresentaram mais escuras após o ataque do fungo Gloeophyllum trabeum. Já o ataque do fungo Trametes versicolor causou clareamento na madeira da andiroba e escureceu ligeiramente o marupá. Os resultados da análise dos espectros de infravermelho mostraram que em ambas as espécies de madeira houve redução na intensidade das bandas de celulose, hemiceluloses e lignina após o ataque do Trametes versicolor, e redução somente na intensidade da banda de celulose após o ataque do Gloeophyllum trabeum.
Abstract: Wood samples of marupá (Simarouba amara) and andiroba (Carapa guianenis) were submitted to Trametes versicolor (white rot) and Gloeophylum trabeum (brown rot) fungi attack. Colorimetry was used to determine the color of the wood before and after wood decaying fungi. To evaluate the changes in chemical compounds levels in the wood samples, the diffuse reflectance medium infrared spectroscopy was used. Both wood were non resistant against white rot fungus, while with brown rot attack andiroba was resistant and marupá was not. After Gloeophyllum trabeum attack both woods changed to a darken color, and after Trametes versicolor attack andiroba changed to a lighter color and marupá darkened slightly, The analysis showed a reduction in the peak intensity of cellulose, hemicellulose and lignin, for both species, after Trametes versicolor attack and a reduction in the peak intensity of cellulose after Gloeophyllum trabeum attack.
Licença:: Disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir, transmitir o trabalho e fazer uso comercial, desde que o autor e licenciante seja citado. Não é permitida a adaptação desta.
Appears in Collections:EFL - Artigos publicados em periódicos
IQ - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10495/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons