Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10441
Título: Fitossociologia e similaridade florística entre trechos de cerrado sentidorestrito em interflúvio e em vale no Jardim Botânico de Brasília, DF
Título(s) alternativo(s): Phytossociology and floristic similarity between plateau and valley ‘cerrado‘ woody vegetation in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil
Autor(es): Fonseca, Mônica Souza da
Silva Júnior, Manoel Cláudio da
Assunto: Árvores
Topografia
Data de publicação: Jan-2004
Editor: Sociedade Botânica do Brasil
Referência: FONSECA, Mônica Souza da, SILVA JÚNIOR, Manoel Cláudio da. Fitossociologia e similaridade florística entre trechos de cerrado sentidorestrito em interflúvio e em vale no Jardim Botânico de Brasília, DF. Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 18, n. 1,jan./mar. 2004. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062004000100003&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 08 maio. 2012
Resumo: Este estudo teve como objetivo verificar a composição florística, densidade e área basal do componente lenhoso do cerrado sentido restrito em duas situações num gradiente topográfico, designadas interflúvio (I) e vale (V), no Jardim Botânico de Brasília, DF. Foram alocadas em cada área 10 parcelas permanentes de 20x50m para amostragem de todos os indivíduos com diâmetro basal DB(30cm)> 5cm. A classificação por UPGMA (Índices de Sørensen e Morisita) foi usada para a avaliação da similaridade entre parcelas. A análise da fitossociologia mostrou que as espécies mais importantes no interflúvio foram: Ouratea hexasperma (A. St.Hil) Baill., Miconia ferruginata DC. e Dalbergia miscolobium Benth., enquanto que no vale foram: Eriotheca pubescens (Mart. & Zucc.) Schott & Endl., Ouratea hexasperma (A. St.-Hil.) Baill. e Schefflera macrocarpa (Seem) D.C. Frodin. Os índices de similaridade variaram entre 0,26 a 0,81 (Sørensen) e 0,06 a 0,92 (Morisita). A classificação por UPGMA indicou dois grupos principais, que coincidiram com as posições no relevo: interflúvio e vale. Os resultados salientaram a topografia como forte determinante na distribuição de algumas das populações e comunidades lenhosas, por meio de sua influência na variação da profundidade do lençol freático, que afetou a composição florística, a densidade (I/V=1.219/956 ind.ha-1) e a área basal (I/V=8,56/5,64m2.ha-1) nos Cerrados sentido restrito de interflúvio (I) e vale (V) estudados. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aims to check differences in the floristic composition and structure of the woody vegetation of the cerrado (sensu stricto) in two distinct topographic positions, Interfluve (I) and Valley Slope (V) area in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil. In each area ten 20x50m permanent plots were located to survey individuals, basal diameter BD(30cm) > 5cm. UPGMA classification (Sørensen and Morisita similarity indices) was used to assess similarity among plots. Phytosociological analysis indicated the most important species in the interfluve site as: Ouratea hexasperma (A. St.Hil) Baill., Miconia ferruginata DC. and Dalbergia miscolobium Benth., while Eriotheca pubescens (Mart. & Zucc.) Schott & Endl., Ouratea hexasperma (A. St.Hil.) Baill. and Schefflera macrocarpa (Seem) D.C. Frodin were important in the valley slope area. Sørensen and Morisita indices ranged from 0.26 to 0.81 (Sørensen) and from 0.06 to 0.92 respectively. UPGMA classification indicated two main groups in accordance with positions in topography: interfluvic area and valley slope. Topography is highlighted as a strong determinant of the woody species population and community distribution, through its effect in the water table levels, which act in the floristic composition, density (I/V = 1,219/956 ind.ha-1) and basal area (I/V = 8.56/5.64m2.ha-1) in the Cerrado (sensu stricto) of Interfluve (I) and Valley Slope (V) in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil.
Licença: Acta Botanica Brasilica - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0102-3306&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 08 maio. 2012
Aparece nas coleções:EFL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_FitossociologiaSimilaridadeFloristica.pdf69,65 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons