Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10369
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_UsoPlantasMedicinais.PDF91,09 kBAdobe PDFView/Open
Title: Uso de plantas medicinais na região de Alto Paraíso de Goiás, GO, Brasil
Other Titles: The utilization of medicinal plants in the region of Alto Paraíso of Goiás, GO, Brazil
Authors: Souza, Cynthia Domingues de
Felfili, Jeanine Maria
Assunto:: Etnobotânica
Plantas medicinais - cerrados - Goiás (Estado)
Issue Date: Jan-2006
Publisher: Sociedade Botânica do Brasil
Citation: SOUZA, Cynthia Domingues de; FELFILI, Jeanine Maria. Uso de plantas medicinais na região de Alto Paraíso de Goiás, GO, Brasil. Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 135-142, jan./mar. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062006000100013&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 02 maio. 2012.
Abstract: Os conhecimentos tradicionais dos usos mais comuns dados aos vegetais podem ser resgatados pela etnobotânica e utilizados para a valorização das plantas do Cerrado no processo de desenvolvimento econômico. Este estudo foi conduzido no município de Alto Paraíso de Goiás, localizado na microrregião denominada Chapada dos Veadeiros, a uma distância de 230 km de Brasília. O levantamento etnobotânico teve como alvo comunidades do entorno do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e da cidade de Alto Paraíso. Foram realizadas entrevistas em aberto com os moradores locais, tentando buscar informações em níveis sócio-culturais distintos, enfocando quais plantas são mais utilizadas e suas indicações no combate a enfermidades. Observou-se que as espécies vegetais do cerrado têm uma gama considerável de utilização humana para quase todos os estratos, ervas, arbustos e árvores. Quanto às espécies arbóreas, predomina a utilização da entrecasca e sementes. A comunidade utiliza a biodiversidade nativa uma vez que 69% das 103 espécies citadas pelos entrevistados como úteis pertenceram à flora nativa. No elenco das dez espécies medicinais mais utilizadas, foram coincidentes na indicação de todos os entrevistados: chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus (Kunth) Micheli), arnica (Lychnophora ericoides Mart.), plantas nativas de porte herbáceo/arbustivo; as arbóreas nativas, jatobá (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne), tingui (Magonia pubescens A. St.-Hil.) e o barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville) e duas ruderais, carrapicho (Acanthospermum australe (Loefl.) Kuntze) e mastruz (Chenopodium ambrosioides L.), de porte herbáceo/arbustivo. Outro ponto importante evidenciado foi que, apesar do grande potencial de exploração extrativista vegetal, estes recursos estão sendo utilizados de forma indiscriminada, sem um programa eficiente de manejo sustentado.
Ethnobotany allows rescuing traditional knowledge of the most common uses given to the plants. It therefore, adds an extra-value to the cerrado species in the context of the economic development. This study was conducted in Alto Paraiso de Goiás town, located in the Plateaux named Veadeiros, distant of 230 km from Brasília. An ethnobotanical survey was conducted around the National Park of "Chapada dos Veadeiros", in Alto Paraíso municipality and in the town itself. Open-ended interviews were carried out with several people, trying to cover the variety of socio-cultural segments of the local society. Humans use a wide range of cerrado plant species from almost all the strata, herbs, shrubs and trees. The native biodiversity is used by the local people, with 69% of the 103 species quoted by them as useful plants, being native species. Amongst the top ten medicinal species ranked by the interviewed people, the following ones were quoted by everyone: chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus (Kunth) Micheli), arnica (Lychnophora ericoides Mart.), native shrubs; jatobá (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne), tingui (Magonia pubescens A. St.-Hil.) and barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville), native tree species and, two ruderal shrubs, carrapicho (Acanthospermum australe (Loefl.) Kuntze) and mastruz (Chenopodium ambrosioides L.). Besides the large potential for extrativism of plants, these resources are been depled without any plan for sustainable mangement.
Licença:: Acta Botanica Brasilica - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0102-3306&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 02 maio. 2012.
Appears in Collections:EFL - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10369/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons