Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10343
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EquaçoesVolumeMadeira.pdf848,44 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Equações de volume de madeira para o cerrado de Planaltina de Goiás
Autor(es): Imaña Encinas, José
Santana, Otacílio Antunes
Paula, José Elias de
Imaña, Christian Rainier
Assunto: Levantamentos florestais
Madeira - densidade
Data de publicação: Jan-2009
Editora: Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná
Referência: IMAÑA-ENCIMAS, José et al. Equações de volume de madeira para o cerrado de Planaltina de Goiás. Revista Floresta, Curitiba, v. 39, n. 1, p. 107-116, jan./mar. 2009. Disponível em:<http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/floresta/article/view/13731/9252>. Acesso em 02 abr. 2012.
Resumo: Foi estudado um hectare de cerrado stricto sensu situado em Planaltina, Distrito Federal, com o objetivo de testar equações volumétricas que permitam quantificar o volume de madeira existente nessa fitofisionomia. Foram instaladas 10 parcelas de 10 x 100 m na área de estudo. As variáveis dendrométricas consideradas na árvore em pé foram DAP e altura total. Na cubagem rigorosa, foram medidos os comprimentos (altura do fuste e os diâmetros na altura de 0,30 m e na altura da primeira bifurcação do fuste. Nos galhos, foram medidos os diâmetros na base do galho e na altura da bifurcação e o comprimento entre esses diâmetros. Calcularam-se os volumes de madeira com casca dos fustes e dos galhos de cada indivíduo das espécies identificadas. Foram medidas 490 árvores com DAP igual ou superior a 5 cm, que ficaram distribuídas em 51 espécies. Foram testados 18 modelos volumétricos. A cubagem rigorosa determinou um volume de madeira igual a 16,18 m³/ha com casca, correspondendo a 10,85 (67 %) dos fustes e 5,33 (33 %) dos galhos. O modelo volumétrico que melhor se ajustou aos dados coletados foi o de Rezende et al. (2006), que apresentou o maior R2aj e o menor desvio padrão (Sxy) da estimativa. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Wood volume equation for a cerrado at Planaltina, Goiás State. A study was carried out on one hectare of the cerrado sensu stricto vegetation located at Planaltina, Federal District. Ten plots of 10 x 100 m each formed the survey area. Measurements of height, dbh and diameters at 0.20 m and at bifurcation height of the stem and the diameters and length of the branches were done. Descriptive wood volume parameters were obtained from 490 trees with dbh larger than 5.0 cm, distributed within 51 species. The obtained dbh average was 10.25 cm and the basal area 4.924222 m2/ha. The wood volume was 16.18 m3/ha with bark corresponding to 10.85 (67 %) of the stem and 5.33 (33 %) of the branches. The volumetric model that highly adjusted to sampled data was the Rezende et al. Model. This model showed high R2aj and low standard deviation.
Aparece nas coleções:BOT - Artigos publicados em periódicos
EFL - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons