Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10302
Título: Estudo fenológico de Stryphnodendron adstringens (Mart.) coville no cerrado sensu stricto da fazenda água limpa no Distrito Federal, Brasil
Título(s) alternativo(s): Phenological study on Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville in a cerrado sensu stricto site in the Fazenda Água Limpa, Federal District, Brazil
Autor(es): Felfili, Jeanine Maria
Silva Júnior, Manoel Cláudio da
Dias, Benedito José
Rezende, Alba Valéria
Assunto: Fenologia vegetal
Plantas - floração
Queimada
Cerrados
Barbatimão
Data de publicação: Abr-1999
Editor: Sociedade Botânica de São Paulo
Citação: FELFILI, Jeanine Maria et al. Estudo fenológico de Stryphnodendron adstringens (Mart.) coville no cerrado sensu stricto da fazenda água limpa no Distrito Federal, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 22, n. 1, p. 85-90, abr. 1999. Dispinível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84041999000100011>. Acesso em: 20 abr. 2012.
Resumo: Stryphnodendron adstringens, conhecida como barbatimão, é uma espécie de distribuição geográfica ampla no bioma cerrado, ocorrendo desde o Pará, pelo Planalto Central, até Minas Gerais e São Paulo. Sua casca e frutos contêm tanino e apresentam propriedades medicinais. É uma espécie de baixa exigência nutricional e não acumuladora de alumínio. É hermafrodita e polinizada por pequenos insetos, especialmente abelhas. Está entre as principais espécies lenhosas encontradas na área de estudo. O objetivo deste estudo foi avaliar os eventos fenológicos desta espécie, numa área de cerrado sensu stricto na Fazenda Água Limpa (15°56'S e 47°46'W), durante cinco anos (1987-1991). Dez árvores foram selecionadas e observadas de 18/01/1987 até 07/11/1991 a intervalos quinzenais. A estacionalidade pluvial do clima foi bem definida durante o período de observação. Os padrões fenológicos foram analisados graficamente, pelo teste de Kruskall-Wallis a 5% e pelo coeficiente de correlação de Spearman. Todos os indivíduos floriram anualmente exceto dois que não floriram em 1990, provavelmente como conseqüência da queimada em 1989. A floração ocorreu entre julho e novembro, sendo que os picos variaram entre os anos. Todos os indivíduos frutificaram até 1989 quando os frutos foram abortados pela queimada. Nenhuma frutificação foi observada no ano seguinte e em 1991 a produção de frutos atingiu apenas a metade daquela observada nos dois primeiros anos. A espécie apresenta modelo fenológico anual com floração, frutificação, dispersão de sementes e picos de senescência e de emissão de folhas novas, todos na estação seca. Seus frutos requerem um longo período de maturação, cerca de 12 meses, alcançando a maturidade na época seca do ano seguinte. Queimadas ocasionais afetaram, de maneira acentuada, as atividades reprodutivas, especialmente a frutificação. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Stryphnodendron adstringens, popularly known as barbatimão, is widely distributed in the cerrado bioma from Pará, in the Amazon region, to the Brazilian central plateau reaching the Southeast (Minas Gerais and São Paulo). Its bark and fruits countain taninn and have medicinal properties. Its nutritional requirements are low and it doesn't accumulate aluminium. Flowers are hermaphrodite and pollinated by small insects, especially bees. It is one of the main woody species found in the site studied. The objective of this paper is to analyse the phenological events of this species in an area of cerrado sensu stricto in the Fazenda Água Limpa (15°56'S and 47°46'W) from 1987 to 1991. Ten trees were observed from january/18/1987 to november/07/1991. The climate is Köppen Aw, with a well-marked seasonality. Phenological patterns were graphically analysed, by Kruskall-Wallis test at 5% and by Spearman Rank Correlation. Annual leaf change patterns were similar over the five-year period. All individuals flowered each year, except for two that did not flower in 1990, one year after an accidental burning. Flowering occurred between July to November with the peaks varying over the years. All individuals produced fruits until 1989 when they were aborted by the burning. No fruiting was observed in the following year and just half of the fruit production was observed in 1991. The phenological model is annual with flowering, fruiting, seed dispersal, peaks of senescence and leaf flushing occurring in the dry season. Fruits take about one year to ripe. Occasional dry season fires deeply affected the reproductive activities, especially fruiting.
Licença: Revista Brasileira de Botânica - Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (CC BY-NC). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84041999000100011. Acesso em: 20 abr. 2012
Aparece nas coleções:EFL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EstudoFenologicoStryphnodendron.pdf221,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons