Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10286
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_SilvanaMarqueseSilva.pdf4,11 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo da cicatrização de anastomoses no cólon esquerdo de ratos com sepse abdominal induzida e tratados com drogas procinéticas
Authors: Silva, Silvana Marques e
Orientador(es):: Sousa, João Batista de
Assunto:: Cólon (Anatomia) - doenças
Medicamentos - uso terapêutico
Issue Date: 20-Apr-2012
Citation: SILVA, Silvana Marques e. Estudo da cicatrização de anastomoses no cólon esquerdo de ratos com sepse abdominal induzida e tratados com drogas procinéticas. 2011. 151 f. : il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: Objetivo: Avaliar os efeitos da metoclopramida e da bromoprida na cicatrização de anastomoses no cólon esquerdo de ratos na presença ou ausência de sepse abdominal. Método: 120 ratos distribuídos em dois grupos contendo 60 animais cada, para eutanásia no 3° ou no 7° dia de pós-operatório (DPO). Cada grupo foi dividido em 2 subgrupos com trinta animais cada, para operações na ausência ou presença de sepse abdominal induzida (ligadura e punção do ceco). Cada subgrupo foi dividido em três subgrupos contendo dez animais cada, para administração de metoclopramida, bromoprida ou solução de NaCl a 0,9%. Os ratos foram submetidos à ressecção de um segmento do cólon esquerdo e anastomose término-terminal. No dia da re-laparotomia foi avaliada a quantidade total de aderências e foi removido um segmento colônico para análise. Resultados: Não houve mortes relacionadas a complicações anastomóticas. A administração de drogas procinéticas na ausência de sepse abdominal provocou menor porcentagem de cobertura da anastomose por aderências no 3° DPO (p=0,02). Houve diminuição da força de ruptura das anastomoses nos animais tratados com bromoprida (p=0,01) no 3° DPO. No 7° DPO, os animais tratados com drogas procinéticas tiveram menor redução da concentração de hidroxiprolina que os animais controle (p=0,05). Houve aumento da expressão dos genes para metaloproteinase (MMP) 1a, 8 e 13 e interleucina (IL) 6 no 3° DPO, com retorno dos valores à linha de base no 7° DPO. A administração de drogas procinéticas na presença de sepse abdominal não alterou a formação de aderências. As anastomoses dos animais tratados com bromoprida tiveram menores valores de força de ruptura (p=0,01) e maior redução na concentração de hidroxiprolina (p=0,03) no 3° DPO, sendo estas alterações associadas à maior expressão do genes para MMP. Os dois subgrupos de animais tratados apresentaram aumento da expressão do gene de fator de necrose tumoral alfa (TNFα) no 3° DPO. Apresentaram ainda maior porcentagem de colágeno no 7° DPO (p=0,05). Não houve diferença em relação aos achados histopatológicos e imuno-histoquímica para fator de cresimento derivado do endotélio (VEGF) em todos os subgrupos. Conclusão: A droga procinética bromoprida prejudicou a cicatrização das anastomoses no cólon esquerdo de ratos no 3° DPO, tanto na presença quanto na ausência de sepse abdominal induzida. A metoclopramida não apresentou efeito deletério sobre a cicatrização. _______________________________________________ ABSTRACT
Purpose: To evaluate the effects of metoclopramide and bromopride on healing of left colonic anastomoses in rats with or without abdominal sepsis. Methods: 120 rats underwent resectioning of the left colon and end-to-end anastomosis and were divided into two groups of 60 animals each to be killed on the third (3rd) or seventh (7th) postoperative day (PO). Each group were divided in two subgroups of 30 animals for operation in the presence or absence of sepsis induced by cecal ligation and puncture, and then for the administration of metoclopramide, bromopride or saline. The amount of adhesions was evaluated and a segment of the colon was removed for analysis. Results: There were no deaths related to dehiscence. Treated group in absence of induced sepsis had lower adhesions to the anastomoses on the 3rd PO (p= 0,02). Animals that received bromoprida had lower breaking strength (p=0,01) on the 3rd PO. On the 7th PO, they had lower reduction of hydroxyproline concentration (p=0,05). There were a rise of metalloproteinase (MMP) 1a, 8 e 13 and IL6 gene expression on the 3rd PO. Treatment on the presence of abdominal sepsis do not enlarge intra-cavity adhesion. Animals that received bromopride had lower breaking strength (p=0,01) and hydroxyproline concentration (p=0,03) on 3rd PO and had higher MMP gene expression. Animals treated by prokinetic drugs had enhancement of tumor necrosis factor (TNF) α gene expression on the 3rd PO. No significant differences between groups were found in histopathology and immunohistochemistry for vascular endothelial growth factor (VEGF). Conclusion: The prokinetic drug bromoprida impaired anastomotic healing of the left colon of rats on the 3 rd PO, both in the presence or absence of abdominal sepsis. Metoclopramida did not have harmful effect.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Pós-Graduação em Ciências Médicas da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília. 2011.
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10286/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.