Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10248
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_DéboraAraújoMedeiros.pdf856,66 kBAdobe PDFView/Open
Title: Tempos sombrios : Karl Jaspers, Norbert Elias e a culpa alemã
Authors: Medeiros, Débora de Araújo
Orientador(es):: Rufinoni, Priscila Rossinetti
Assunto:: Jaspers, Karl, 1883-1969
Elias, Norbert, 1897-1990
Nazismo
Guerra Mundial, 1939-1945 - atrocidades - Alemanha
Holocausto - sobreviventes
Issue Date: 12-Apr-2012
Citation: MEDEIROS, Débora de Araújo. Tempos sombrios: Karl Jaspers, Norbert Elias e a culpa alemã. 2011. 146 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: O período de dominação do Nacional-Socialismo inaugurou um mal sem precedentes na História. As barbaridades cometidas pelo regime, destacadamente contra o povo judeu, provocaram uma ruptura com os todos os padrões morais, pairam no ar questões fundamentais que nos atormentam a todos, velhas e novas gerações: como a nação alemã civilizada fora capaz de deixar-se seduzir por uma crença tão delirante e criminosa como a de Hitler? Como foi possível o Holocausto ser perpetrado em uma sociedade desenvolvida, entre pessoas civilizadas? Com o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, os alemães, derrotados, eram acusados de terem sido cúmplices dos representantes nazistas, responsáveis pelo extermínio de milhões de seres humanos indefesos. Diante da possibilidade de autoextermínio dos homens aberta pelo ideário nazista, a culpa alemã surge como uma marca aparentemente indelével de toda uma nação. Uma herança passada de geração para geração. Tão importante quanto entender como as pessoas mergulharam nos horrores do nazismo e da guerra é compreender como emergiram, como conseguiram superar o passado e lidar com a própria culpa. Para auxiliar-nos nesta investigação sobre a culpa alemã, convidamos dois grandes pensadores da existência humana do século XX que viveram aqueles tempos sombrios: Karl Jaspers e Norbert Elias. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The period of domination of the National Socialism introduced an unprecedented evil in History. The atrocities committed by the regime, notably against the Jewish people, caused a rupture with all the current moral standarts; promoted "the collapse of civilization". Even today, core issues that stun us all, old and new generations, still hang in the air: how could the civilized German nation be seduced by a belief as How could the Holocaust be perpetrated in a developed society, among civilized people? By the end of World War II, in 1945, the Germans, defeated, were accused of being accomplices of the Nazi leaders, who were responsible for the extermination of millions of helpless human beings. Faced with lf-extermination introduced by Nazi ideology, German guilt emerges as an apparently indelible mark of an entire nation. A legacy passed down from generation to generation. As important as understanding how people plunged into the horrors of Nazism and the war is understand how they emerged, how they managed to overcome the past and deal with their own guilt. To assist us in our research about German guilt, we invite two great twentieth century thinkers of the human existence who lived through those dark times: Karl Jaspers and Norbert Elias.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Filosofia, Programa de Pós-Graduação, 2011.
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10248/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.