Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/10108
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_EriseveltonSilvaLima.pdf1,42 MBAdobe PDFView/Open
Title: O diretor e as avaliações praticadas na escola
Authors: Lima, Erisevelton Silva
Orientador(es):: Villas Boas, Benigna Maria de Freitas
Assunto:: Diretores escolares
Escolas - organização e administração
Qualidade (Educação)
Issue Date: 20-Mar-2012
Citation: LIMA, Erisevelton Silva. O diretor e as avaliações praticadas na escola. 2011. 228 f. Tese(Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: Os três níveis da avaliação: da aprendizagem, institucional e de larga escala compuseram o cenário da pesquisa em uma escola de anos finais do ensino fundamental da rede oficial de ensino do Distrito Federal, cuja diretora foi a principal interlocutora. A presente pesquisa, de cunho predominantemente qualitativo, foi realizada por meio de um estudo de caso do tipo etnográfico. A coleta dos dados ocorreu durante todo o ano letivo de 2010 e se estendeu até março de 2011, totalizando quinze meses de contato direto com o campo estudado. O objetivo geral desta pesquisa se pautou em compreender, tomando-se por base a ótica do diretor de uma escola de anos finais do ensino fundamental, sua ação e influência sobre as práticas avaliativas ocorridas na escola em seus três níveis: da aprendizagem, institucional e de larga escala. E os objetivos específicos para a investigação foram: analisar a participação do diretor da escola em atividades e momentos de interação com pais, estudantes, professores e coordenadores pedagógicos quando o tema da avaliação estivesse presente; acompanhar e analisar o papel do diretor da escola em atividades que envolvessem a avaliação fora do âmbito escolar; discutir o entendimento do diretor da escola sobre as práticas avaliativas que ocorreram na escola em seus três níveis (aprendizagem, institucional e de larga escala); analisar, a partir da ótica do diretor, os reflexos e as articulações presentes nos processos avaliativos na escola em seus três níveis: avaliação da aprendizagem, avaliação institucional e avaliação em larga escala (SIADE). Para tanto, recorri a estudiosos como Charles Hadji (2001), Villas Boas (2008), Freitas et al. (2009), Sordi (2009), Hoffman (2010) entre outros para sustentar a argumentação teórica e a análise dos dados. Os resultados do estudo sinalizaram elementos singulares para a área, entre os quais destaco: a diretora da Escola do Andor e a coordenadora Alfa demonstraram que, mesmo conhecendo alguns conceitos e práticas sobre a avaliação formativa, isso não lhes garantiu modificar as ações dos docentes em sala de aula quanto ao mesmo tema; a avaliação em seus três níveis esteve presente nos conselhos de classe, nas coordenações pedagógicas, nas reuniões com pais e em outros espaços, porém não havia articulação entre eles. Quanto a este item, a pesquisa apontou que articular a avaliação em seus três níveis é uma tarefa que não depende unicamente da escola porque, no nível externo, ou de larga escala, são envolvidos atores e instituições que interferem ou modificam as práticas da escola, dado o caráter de dependência aos níveis governamentais a que se vincula a escola pública. A avaliação institucional, embora tema recente na rede de ensino local, teve sua prática especialmente nos conselhos de classe realizados pela escola; no entanto, sua articulação com os demais níveis encontrou entraves por não ser conhecida ou planejada para atingir esse mesmo fim. A avaliação de redes ou de larga escala abordada neste estudo, o SIADE, mesmo que no primeiro momento tenha ganhado o olhar otimista da diretora da escola, demonstrou ser uma política terceirizada e desarticulada do currículo, do projeto da escola e, inclusive, dos documentos oficiais que tratam da avaliação e da gestão na SEDF. A presente investigação demonstrou como neste tipo de trabalho a escola e o pesquisador podem, ao mesmo tempo, tornar o espaço-campo em um espaço-tempo a serviço da formação continuada e em serviço daqueles que se envolveram com uma pesquisa. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The three levels of evaluation – of learning, institutional and in large scale – have made up the research scenario at a Federal District’s public school with the last grades of elementary education, whose principal was the main interlocutor. This predominantly qualitative research was carried out by means of an ethnographic case study. The data gathering was pursued during the 2010 school year, having stretched into March 2011, with a total of fifteen months of direct contact with the field studied. The general objective of this research study was to understand the school principal’s scope of action and influence on the evaluation practices occurring at the school in the last three grades of elementary education – learning, institutional and large scale – from her point of view. And the specific objectives of the study were to analyze the school principal’s participation in activities and interaction moments with parents, students, teachers and pedagogical coordinators when the topic of evaluation was present, to follow up and analyze the school principal’s role in activities that involved evaluation outside the school premises, to discuss the principal’s understanding of the evaluation practices that occurred at the school on all three levels (learning, institutional and large scale), to analyze the reflections and articulations present in the evaluation processes at the school, from the principal’s point of view, on all three levels – evaluation of learning, institutional evaluation and large scale evaluation (SIADE). In order to do that, I resorted to scholars like Charles Hadji (2001), Villas Boas (2008), Freitas et al. (2009), Sordi (2009), Hoffman (2010), among others, to support the theoretical argumentation and the data analysis. The results of the study pointed out to exceptional elements for the area, such as: the Andor School principal and the Alfa coordinator demonstrated that, even being familiar with some concepts and practices on formative evaluation, they were not able to ensure changes of action in the classroom teachers regarding the same topic; the three levels of evaluation were present in class councils, in pedagogical coordination, at meetings with parents and in other environments; however, there was no articulation amongst them. With regard to this last item, the research pointed out that to articulate the evaluation on all three levels was a task not solely dependent on the school because externally, or in large scale, actors and institutions are involved that interfere or modify the practices of the school, given the nature of dependence from the governmental levels to which public school is linked. Institutional evaluation, a recent theme at the local education network, had its practice especially at class councils carried out at the school; nevertheless, its articulation with the other levels found obstacles on account of its not being known or planned to reach the same end. The network evaluation or the large scale one approached in this study, the SIADE, even if at first optimistically regarded by the principal of the school, demonstrated that it was an outsourced policy. disconnected from the curriculum, from the school’s project and even from the official documents that deal with evaluation and with the Education Secretary’s (SEDF) management. This study has demonstrated how, in this type of work, the school and the researcher can, simultaneously, make the field-space become e time-space at the service of continued education and to serve those who were involved with the research.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2011.
Appears in Collections:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10108/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.